8 a 17 de agosto de 2008
Cinemateca Brasileira
Largo Senador Raul Cardoso, 207
São Paulo
A SCENA MUDA E CINEARTE


Provavelmente, a forma mais eficiente de divulgação dos filmes - notadamente norte-americanos - a partir da década de 1920, ocorreu por meio do uso de revistas exclusivamente dedicadas ao cinema e aos seus artistas.

No Brasil, A Scena Muda (1918-1955) foi a mais americanizada e a mais duradoura e Cinearte (1926-1942) a que mais atenção deu ao cinema brasileiro.

A biblioteca Jenny Klabin Segall, do Museu Lasar Segall, em parceria com a Cinemateca Brasileira, a Cinemateca do MAM do Rio de Janeiro, a Biblioteca Municipal Mário de Andrade e o Museu Histórico Nacional realizou em 2006 o projeto de conservação e digitalização das duas revistas.

Colocamos à disposição aqui o link que permite o acesso às coleções completas.